o abandono do blog

Depois de tanto tempo sem escrever passei aqui no blog pensando até em deletá-lo. Mas só ontem ele teve 11 visualizações, então decidi deixar aí, ao vento. Se algum dos meus delírios fizer sentido para alguém: ótimo. Senão tudo bem, eu nunca esperei fazer sentido mesmo.

Não vim para dar as desculpas esfarrapadas de sempre – a falta de tempo, de assunto, de vontade – mas para admitir que tenho tido uma vontade de não me expor e  de não ter que argumentar comigo mesma cada vez que escrevo alguma coisa aqui. Tenho pensado tanto, em tantos assuntos, que poderia escrever um livro!  Mas por enquanto, são assuntos só meus, tenho me dado o direito de ser egoísta. Além disso, acho que ninguém precisa do meu desânimo, não pretendo contaminar os outros com minha falta de boa vontade.

Tenho percebido a rapidez da vida. Meu pai andou doente, com aquelas doenças que meus avós tinham… e me dei conta que se ele está ficando velho, meu Deus! eu também estou!  Isso me deu uma pressa que eu não tinha, e um certo desespero pelo agora que faz eu pensar que escrever o que quero fazer ao invés de fazê-lo é no mínimo uma perda de tempo.  Como diz a Jac, as pessoas vão para a balada e ao invés de se divertirem ficam twittando sobre a festa.

A impressão que eu tenho é que hoje em dia parece que é mais importante parecer estar fazendo alguma coisa do que realmente estar fazendo algo. Por isso tchau blog, talvez um dia eu volte. Talvez logo. Ou não. Agora preciso decidir o que fazer. Preciso organizar meus pensamentos. Afastar os meus fantasmas. E correr atrás da minha alegria (alguém viu ela passeando por ai?).

Um beiJu pra quem fica, e para quem por acaso passar por aqui.

Anúncios

3 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Jac Oliveira
    set 26, 2010 @ 13:41:58

    Esses tempos sem querer escrever são normais… todo mundo que tem blog passa por isso. Mas, não deleta não… um dia tu tens vontade de voltar e ele estará aqui e teus leitores tb. E eu concordo contigo… cada vez mais parece que as pessoas querem mostrar o que não são. Sempre felizes, sempre ocupadas, sempre isso ou aquilo… isso me irrita profundamente e me faz sentir tão desajustada no mundo. Mas no final das contas, a gente tem que aprender diariamente a não se chatear com o que não podemos mudar – os outros – e tentar buscar a nossa paz interior. Piegas, mas verdadeiro.

    beijãooo

    Responder

  2. Carla Wie
    set 26, 2010 @ 14:30:49

    Todo mundo tem seu momentos de indecisão, de não saber para onde ir. o que fazer.
    Se estamos fazendo certo ou não as coisas da nossa vida.
    Eu estou passando por uma fase assim, achando que nada esta certo, bem perdida.
    Mas aos poucos as coisas vão se arrumando.
    Não para não, só dá um tempo para teu coração.
    Vou sentir faltas das tuas palavras.
    Bj

    Responder

  3. Danica Pereira
    set 26, 2010 @ 20:06:13

    Vou sentir falta de te ler… Mas a gte tem msmo q respeitar nossas vontades de vez em quando, independente do que vao pensar, falar ou deixar de falar. E tu ainda tem a opçao de falar atraves das tuas fotos, e elas muitas vezes falam mais sobre ti do q qq texto.
    Bjoks

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: